.
.
.
.

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Cezanne Comunicação Informa


Daniel Wolff e Olinda Allessandrini vêm ao Rio apresentar obras raras de Villa-Lobos para violão e piano, em dois concertos, dias 11 e 12 de junho
Violonista e pianista gaúchos de carreira internacional levam “Redescobrindo Villa-Lobos”  às salas da UNIRIO e UFRJ, interpretando versões originais para violão e transcrições para piano pouco conhecidas, criadas por José Vieira Brandão, pianista e colaborador do compositor brasileiro
Nos dias 11 (segunda) e 12 (terça) de junho chega ao Rio o recital comentado “Redescobrindo Villa-Lobos”, na Sala Villa-Lobos (UNIRIO) e Sala Leopoldo Miguez (UFRJ), respectivamente. O projeto, idealizado pelos artistas gaúchos Daniel Wolff e Olinda Allessandrini e já apresentado de forma reduzida com êxito em Nova Iorque, tem o patrocínio dos Correios, realização do Ministério da Cultura através da Lei de Incentivo à Cultura, e apresenta obras raras de Villa-Lobos, como por exemplo os “Cinco Prelúdios para violão”, de grande valor na literatura musical brasileira, porém com a singularidade de se interpretar  lado a lado a versão original para violão e a transcrição para piano feita por José Vieira Brandão, grande pianista  e colaborador de Villa-Lobos. As transcrições, inclusive, contaram com a aprovação do compositor para sua posterior publicação. Neste recital, os artistas apresentam as versões violão – piano, com uma breve análise comparativa e elucidativa sobre os métodos utilizados por Vieira Brandão,, mantendo no piano as mesmas características da versão original para violão.
Mesmo sendo de grande interesse musical, além de extremamente pianística, as transcrições de Vieira Brandão tiveram pequena repercussão, sendo praticamente desconhecidas, mesmo entre os pianistas. Estas obras foram gravadas no CD Villa-Lobos por Olinda Allessandrini (1992) e, com sua subsequente difusão no meio musical brasileiro, estão finalmente recebendo os méritos que lhes cabem.
Daniel Wolff e Olinda Allessandrini, ambos com carreira internacional e vários discos gravados, vão apresentar um repertório que inclui “Valsa-Concerto n. 2” para violão (manuscrito incompleto do acervo da família de Lucília Guimarães, em versão inédita, restaurada e concluída por Daniel Wolff) e a valsa para piano Tristorosa, uma das primeiras peças escritas por Villa-Lobos, , na qual usou o pseudônimo "Epaminondas Villalba Filho". Encerrando o programa, uma peça para duo de violão e piano transcrita por Daniel Wolff, inédita e em estreia neste projeto, o Choros n. 5 - "Alma Brasileira”.
Neste recital, os músicos gaúchos levantarão aspectos artísticos e educativos, intercalando as obras apresentadas com breves comentários, baseados nas suas pesquisas. Também farão uma apreciação sobre o trabalho de transcrição dos Prelúdios, interpretando alternadamente as versões de violão e piano, demonstrando as semelhanças e diferenças entre as versões e ressaltando aspectos composicionais característicos de Villa-Lobos.
Daniel Wolff

Primeiro Doutor em Violão do Brasil, Daniel Wolff é formado pela Escuela Universitária de Música de Montevidéu. Agraciado com bolsas de estudo da CAPES e CNPq, Wolff cursou Mestrado e de Montevidéu. Agraciado com bolsas de estudo da CAPES e CNPq, Wolff cursou Mestrado e Doutorado em Música na prestigiosa Manhattan School of Music de Nova Iorque, recebendo o Helen Cohn Award, prêmio oferecido ao doutorando de melhor desempenho. Professor Titular da UFRGS, onde criou os cursos de Mestrado e Doutorado em Violão, Wolff é constantemente requisitado para ministrar cursos e masterclasses em universidades e festivais de música no Brasil, Estados Unidos, Alemanha, Uruguai e Argentina. Foi também Professor Visitante da Universidade de Arte de Berlim (UdK). Vencedor de importantes concursos nacionais e internacionais de violão, sua carreira inclui apresentações na América do Sul, Estados Unidos e Europa, destacando-se numerosas atuações como solista de importantes orquestras e um recital no Carnegie Hall de Nova Iorque. Entre seus  professores, destacam-se Abel Carlevaro, Eduardo Fernandez e Manuel Barrueco.
Como compositor e arranjador, teve suas obras tocadas e gravadas por orquestras e grupos de câmara do Brasil, Estados Unidos, Argentina, Itália, Alemanha e Inglaterra. Sua participação como arranjador em diversos discos gravados nos Estados Unidos rendeu-lhe o Grammy Awards de 2001 e duas vezes o Prêmio Açorianos de melhor arranjador. Recebeu também prémios por suas trilhas para cinema. Publica suas obras pela editora alemã Verlag Neue Musik. Seu CD Concerto à Brasileira, no qual interpreta obras brasileiras para violão e orquestra junto à Orquestra de Câmara da ULBRA, recebeu três indicações para o Grammy Awards de 2002. Lançou também os discos Cantilena (com o violoncelista Rodrigo Alquati), Coisas da Vida (com Wilfried  Berk no clarinete e a percussão orgânica de Thiago de Mello), New Transcriptions for 2 Guitars (com Daniel Göritz) e The Right Seasons (com Thiago de Mello e membros da Orquestra Sinfônica Brasileira).

Olinda Allessandrini

As atividades da pianista Olinda Allessandrini incluem apresentações ao vivo, gravações, programas de rádio, atividades pedagógicas, colaboração em livros editados e jornais. É citada no livro Arte do Piano, de Sylvio Lago, Algol Editora, 2007: “.de técnica apurada e dotada de fina imaginação e bom gosto, Olinda Allessandrini é uma das mais atraentes pianistas do repertório nacional”. Entre os inúmeros prêmios por ela conquistados estão o primeiro prêmio no Concurso Nacional de Piano “Lorenzo Fernandez”, Rio de Janeiro, e primeiro prêmio no Concurso Nacional de Piano da Universidade Católica de Salvador, Bahia, onde recebeu também o prêmio especial de “Melhor Intérprete de Liszt”. Em 2005 conquistou pela terceira vez o Prêmio Açorianos em música erudita, por seu trabalho de pesquisa e divulgação da música do Rio Grande do Sul.
Em 2010 foi premiada com a distinção “Líderes e Vencedores”, como destaque na área cultural. Também em 2010 recebeu a Medalha comemorativa ao ano Chopin, através do Consulado da Polônia em Porto Alegre. Possui CDs inteiramente dedicados a obras de Villa-Lobos, Radamés Gnattali e Araújo Vianna, além dos CDs “Panorama Brasileiro”, “Valsas”, “pamPiano”, “Ébano e Marfim”, “Um piano na Esquina”, com obras de diversos compositores. Participou também de vários CDs como pianista convidada. Em um deles está registrada a gravação ao vivo do concerto de 24 de março de 1999, na Filarmônica de Berlim, como solista com a Orquestra Sinfônica Jovem de Charlottenburg, sob a regência de E. Mentges. Olinda Allessandrini é frequentemente convidada como solista com orquestras, no Brasil e no exterior. Participa regularmente de Seminários de Música e Festivais, entre os quais o “Musica em El Cabildo” (2011) em Montevideo, o Festival de Câmara de Caxias do Sul (2010), o Festival “Pianotune” (2009 e 2011), na Bélgica, a “Klavierwoche” em Heidelberg, Alemanha (2006), o Festival do Centenário Radamés Gnattali, no Rio de Janeiro (2006), várias edições da “Semana do Piano”, em Pelotas, e dos Festivais de Música de Montenegro, de Poços de Caldas e de Londrina. Atuou como pianista e professora no Festival “Brasilianische Impressionen”, em outubro de 2000, em Berlim.
Realizou diversas tournées pela Alemanha, com recitais em Stuttgart, Colônia, Berlim, Bonn e Hamburgo, entre outras cidades. Na Austria, realizou recitais em Viena e em Salzburg. Na Itália, apresentou-se em Roma no prestigioso Museo degli Instrumenti Musicali. Apresentou palestras ilustradas sobre Villa-Lobos na Alemanha e Noruega.Nos Estados Unidos, apresentou-se em New York, Washington, Indianápolis, Houston, Miami, Atlanta e outras importantes cidades. Na América do Sul, realizou concertos e palestras em Montevidéu e Rivera, Uruguai; em Santiago, no Chile, e em La Paz, na Bolívia. Escrever artigos sobre música para jornais participou dos seguintes livros: Networking Cultures, Noruega, 2006; A Face Escondida da Criação, 2005; Pampa e Cultura – de Fierro a Netto, 2004, e O Piano na Música Brasileira, 1992
SERVIÇO : Redescobrindo Villa-Lobos, por Daniel Wolf (violão) e Olinda Allessandrini (piano)
11 de junho – segunda-feira – SALA VILLA-LOBOS (UNIRIO)
Horário: 13h
Endereço: Av. Pasteur, 436, fundos. Urca 
Informações: (21) 2542-3311
Ingressos: entrada franca
Capacidade do lugar:  80  pessoas
Classificação: livre

12 de junho – terça-feira – SALA LEOPOLDO MIGUEZ (UFRJ)
Horário: 18h
Endereço: Rua do Passeio, 98 Lapa
Informações: 2240 1391
Ingressos: entrada franca
Capacidade do lugar: 200 pessoas
Classificação: livre

Ficha Técnica
Direção Executiva: Wolff Produções e Criações Artísticas e Culturais LTDA. Produção executiva: Therezinha Petry Cardona Direção Musical: Daniel Wolff Intérprete: Daniel Wolff – violão Intérprete: Olinda Allessandrini: piano Assessoria de imprensa: Fábio Cezanne (Cezanne Comunicação) Designer gráfico: Flávio Wild

Nenhum comentário:

Postar um comentário

'

'

Este Blog é corretamente visualizado com o Navegador FIREFOX . Portanto, se voce deseja redescobrir este Blog e a Grande Maioria dos Grandes Sites da Web, use o Navegador FIREFOX. O único totalmente compatível com Sites da Web 2.0, A ELITE DA INTERNET. Já usa o Firefox? Parabens! Ainda não tem? CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA AGORA O DOWNLOAD TOTALMENTE GRATUITO e DESCUBRA UM "MUNDO NOVO" EM SEUS SITES PREFERIDOS!!!

Live Traffic

WARNIG:

This page is displayed correctly with Firefox. Screen Resolution 1024 by 768 pixels.
'











































'