.
.
.
.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

COLETÂNEA BARRÔCA

  • ---Tenho certeza que vocês já estão cansados de me ouvir dizer que detesto coletâneas, por isto por aquilo e por aquilo outro... Mas vou postar esta aqui porque é boazinha e mais isto e mais aquilo... Que sujeito heim? não gosta mas não resiste a uma coletâneazinha! Não é isso não, é que às vezes, apesar de todas as coletâneas terem o destino comum de assassinarem as obras dos grandes autores e nossa paciência também, algumas são até criteriosas. Ora, gravar todos os movimentos de determinado concerto, por exemplo, entre vários para pôr todos num único disco é tarefa impossível caro leitor, solução: suprime-se alguns movimentos, em benefício de outros. Aí você faz isso com uma fuga de J.S.Bach, grava o Prelúdio e suprime a Fuga, dá certo? Não, não dá. Algo fica a lhe roer os miolos, aí então temos que ir em busca de outro disco que tenha a bendita Fuga, para que escutando-a, tenhamos enfim a paz espiritual, o sossego emocional que só vem se escutar-mos uma fuga após seu respectivo prelúdio. E aquelas coletâneas que misturam várias escolas, liquidificam tudo e ainda chamam de música clássica? Às vezes nem tem a escola Clássica no meio!

---Sim, há coletâneas terríveis, cruéis, verdadeiras torturas japonesas. Já há outras que, apesar dum certo vilipendio e aviltação que todas causam à Música, usam um certo critério, bom senso e bom gosto, como esta que ora analisamos. Alguns movimentos têm realmente vida própria em alguns concertos, podem perfeitamente ser executados individualmente, pega-se estas peças e junta-se-lhes a outras de autores dum mesmo período, ou Escola, taí uma coletânea possível, realizável, executável. Agradável aos ouvidos e à alma, parece que formam uma única peça composta por um único compositor: A genialidade humana!

  • ---Aí vai, portanto, uma boa coletânea, composta por peças que têm vida própria mesmo fora de seus contextos, compositores todos Barrocos etc e tal.
---Só têm dois peixinhos (pra não dizer peixões) fora dágua, Bach e Johan Pachelbel, que me perdoem Handel, Vivaldi, Teleman e Albinoni mas qualquer peça barroca, por mais esmero com que tenha sido produzida, perde um bocado do seu encanto frente às obras deste professor e daquele aluno, aliás muito mais daquele aluno que deste professor, que teve a técnica mas não a malandragem nem a genialidade nem o savoir faire de J.S. Bach.

---Pachelbel que me perdoe também! Nos encontramos todos no Céu. Saravá...






J.S.Bach · Suite No.3 · Overture
Albinoni · Adagio from Oboe Concerto in D Minor op.9
Vivaldi · Concerto for Flautino · Allegro
Albinoni · Adagio for Solo Violin and Strings
Marcello · Concerto for Oboe in d · Andante
Telemann · Grave for two Flutes and Strings
Pachelbel · Canon in D
Gigue in D
Traditional · Greensleeves (improvised variations by Luca Pianca)
Purcell · Chaconne In G
Handel · Arrival of the Queen of Sheba
Albinoni · Adagio for two Violins and Continuo




'

Nenhum comentário:

Postar um comentário

'

'

Este Blog é corretamente visualizado com o Navegador FIREFOX . Portanto, se voce deseja redescobrir este Blog e a Grande Maioria dos Grandes Sites da Web, use o Navegador FIREFOX. O único totalmente compatível com Sites da Web 2.0, A ELITE DA INTERNET. Já usa o Firefox? Parabens! Ainda não tem? CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA AGORA O DOWNLOAD TOTALMENTE GRATUITO e DESCUBRA UM "MUNDO NOVO" EM SEUS SITES PREFERIDOS!!!

Live Traffic

WARNIG:

This page is displayed correctly with Firefox. Screen Resolution 1024 by 768 pixels.
'











































'