.
.
.
.

sexta-feira, 20 de março de 2009

VITROLA de 78 rpm

Você já está cansado de ouvir-me dizer que nasci num conservatório de músicas etcétera e tal... Mas, acontece que vivi a maior parte de minha infância e juventude envolto com coisas antigas, Móveis Barrocos, Porcelanas, Tapeçarias e Cristais. Pianos, Violinos,Telas Clássicas. Nada dessa tal de Arte Moderna ... (brincadeira). Naturalmente todas essas coisas marcaram, ano após ano, cada minúsculo pedacinho de mim, e pra completar, meu pai tinha como objeto de muita estima, uma vitrola portátil igualzinha a essa Paillard aí da figura. Lindamente revestida de couro escarlate, quando se lhe abria o tampo, deixava à mostra um interior exuberante: O braço em forma de "S" terminado pelo reprodutor era assim que se chamava a parte final do braço, uma espécie de diafragma metalizado que sustentava a agulha que feria o disco de cera de carnaúba, reproduzindo desta maneira o som que seria amplificado mecanicamente pelo tubo e boca de saída de som, ( parece que estou descrevendo um artefato de outro mundo, e talvés aquele tenha sido realmente um outro mundo, começo a perceber).
  • O prato (local onde se punha o disco) era recoberto por um veludo muito vermelho e muito espesso pra não arranhar o disco, como se isso fosse possível. A borda prateada do prato em contraste com o veludo cor de sangue e o negro do disco sempre a girar, desde que se lhe desse-mos bastante corda, tinha em mim, menino, um efeito mágico. Quando a agulha do pesado braço enfim feria o espesso e ágil disco, iniciava-se mais uma sessão esotérica, cabalística, fabulosamente transcendental. Pra mim aquela vitrola era um espécie de portal dimensional acionado por uma tosca manivela de metal. Era, na minha imaginação de criança, a ligação com o imponderável, com o desconhecido, com o fabuloso. Era uma espécie de Ascenção a planos mais sutís, causada pela música que de maneira miraculosa, emergia do nada, daquela caixa de madeira vermelha maravilhosa!
  • Essa Vitrola ainda existe hoje em dia, no Museu dum grande colecionador de Artes aqui da Região, não tenho nem coragem de ir lá. Não sei que reação teríamos, a Vitrola e eu, ao nos reencontrar-mos. Deixemos isso para uma outra existência...
  • Mas o motivo desta postagem é alegria, é para lembrar-lhes que temos aqui no Site uma página dedicada a gravações antigas, em 78 rpm ou não, discos raros de vinil que não foram transformados em Cds e coisas assim, enfim: Coisas velhas e Boas. Coisas que extraem lágrimas dos mais idosos (como eu) e Suspiros dos mais Jovens (essa é boa mesmo). Mas, estamos só começando, é só uma pequena amostra que poderá expandir-se muito, inclusive com sua ajuda.
Portanto, comece a dar corda na Vitrola, ponha o disco no prato e Boa Viagem!


CLIQUE AQUI PARA IR A PÁGINA 78 RPM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

'

'

Este Blog é corretamente visualizado com o Navegador FIREFOX . Portanto, se voce deseja redescobrir este Blog e a Grande Maioria dos Grandes Sites da Web, use o Navegador FIREFOX. O único totalmente compatível com Sites da Web 2.0, A ELITE DA INTERNET. Já usa o Firefox? Parabens! Ainda não tem? CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA AGORA O DOWNLOAD TOTALMENTE GRATUITO e DESCUBRA UM "MUNDO NOVO" EM SEUS SITES PREFERIDOS!!!

Live Traffic

WARNIG:

This page is displayed correctly with Firefox. Screen Resolution 1024 by 768 pixels.
'











































'