.
.
.
.

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Rio Cello chega a sua 24º edição

Rio Cello chega a sua 24º edição, com espetáculos gratuitos nos principais espaços culturais da cidade

Maior festival de música do país acontece, no Rio e em Niterói, de 7 a 20 de agosto, com atrações também em Volta Redonda, Cabo Frio e Florianópolis

A partir do dia 7 de agosto, terça-feira, a cidade do Rio de Janeiro voltará a ser sede do Rio International Cello Encounter, que chega a sua 24º edição apostando na multiplicação das linguagens do violoncelo, reinventando usos e formas de sua aplicação para além do repertório de câmara. O festival internacional, que há mais de duas décadas promove concertos de expoentes nacionais e internacionais da música, dança e artes visuais, vai promover, até o dia 20 de agosto, atrações gratuitas em importantes palcos culturais da cidade e também em outras localidades, como Niterói, Volta Redonda, Cabo Frio e Florianópolis. Teatros, centros culturais, igrejas, museus e parques são os palcos preferencias do Rio Cello. Idealizado e capitaneado pelo violoncelista inglês David Chew, desde a sua primeira edição, em 1994, o Rio Cello traz em sua programação, além de concertos, espetáculos de dança, exposições de arte, masterclasses e workshops.  Quase tudo inteiramente gratuito.
Neste ano, o festival vai receber o violoncelista alemão Marnix Mohring e a brasileira Kely Pinheiro, nascida na Comunidade da Grota, em Niterói, e em campanha de arrecadação para os custeios de sua bolsa de estudos para estudar música em Berklee, Boston. Outras grandes atrações darão o tom do festival, como a apresentação do Rice Cello Ensemble, da London Music Club Piano Quartet, do Blas Rivera Quarteto, Orquestra de Violoncelos e Contrabaixos de Volta Redonda, Quarteto Ad Libitum, da Colômbia, dentre muitos outros.
O Cello Dance, em sua 12ª edição, vai receber o projeto Frequência Modulada, reunindo, no Museu do Amanhã, dia 12 de agosto, domingo, o violoncelista Yaniel Matos, o DJ Muralha e os bailarinos Danilo D’Alma e Pâmela Sobral, em performances de dança contemporânea e street dance com elementos eletrônicos e cello.
Radicado e apaixonado pelo Brasil há 35 anos, David Chew está comemorando seus 50 anos de carreira firme no seu propósito de popularização da música clássica e homenageando o maestro Villa-Lobos, sua maior inspiração. “Nossa intenção é levar o poder de transformação social da música a espaços públicos e comunidades. No início, era um encontro de violoncelistas, mas o projeto cresceu e hoje recebe diversos instrumentos e múltiplas linguagens artísticas. Desta forma o festival alcança seu principal objetivo que é incluir a música na vida diária de todas as pessoas”, declara o músico.
Em 24 anos o festival bateu todos os recordes de público em eventos de música clássica no Brasil. Os números são impressionantes: 550 mil espectadores, 12 mil músicos, 900 concertos, 650 horas de workshops e masterclasses. Ao longo de sua extensa trajetória o Rio Cello consolidou-se como uma grande plataforma multicultural no qual música, dança, poesia, artes plásticas e cinema que integram um evento de grande sofisticação artística e responsabilidade social.


PROGRAMAÇÃO
  
12 de Agosto – Domingo
11h00 - Museu do Amanhã (Auditório)
Cello Cine
Blas Rivera Quarteto
Blas Rivera – saxofone, piano
David Chew – cello
Otto Hanriot – bandoneon
David Johnson -violino
Cecília Gonzales e Luciano Bastos - bailarinos
Repertório:  J.S.Bach / A.Piazzolla / B.Rivera

12h30 - Museu do Amanhã (Átrio)
Cello Dance
Dilo Paulo – Kuduro de Angola
Sheila Fingier – bailarina

Improvisos
Yaniel Matos – cello
Fabio Cezanne - percussão
DJ Muralha
Danilo D’Alma e Pâmela Sobral – bailarinos
Paula Maracajá – direção de movimento

Repertório: Frequência Modulada

16h00 – Igreja da Candelária
Homenagem à José Antônio Abreu
Orquestra de Violoncelos e Contrabaixos de Volta Redonda
Sarah Higino regente
Solistas:
Blas Rivera Quarteto
Haroutune Bedelian – violino
David Johnson – violino
David Chew – cello
Otto Hanriot – bandoneon
Angelica de la Riva – soprano
Marnix Mohring – cello

Repertório: Vivaldi / A.Piazzolla / H.Villa-Lobos / D. Ashbridge/ Vaughan Williams/ Blas Rivera/Bizet

13 de Agosto – 2ª Feira
 12h00 - Teatro Dulcina
Transmissão ao vivo do concerto pela Rádio MEC
London Music Club (Haroutune Bedelian – violino, David Johnson – viola, David Chew – cello, Lorna Griffitt – piano) 
Blas Rivera Quarteto (Blas Rivera – saxofone, Otto Hanriot – bandoneon, David Chew – cello, David Johnson-violino)
Marnix Mohring – cello
Repertório: J.S.Bach / A.Piazzolla / B.Rivera

10h00 - Espaço Cultural e Ambiental Érico Veríssimo – Cabo Frio
Quarteto Ad Libitum (Daniela Nupán – violino, Juan Daniel Molina – violino, Harold Bolaños – viola, Gabriel Ordóñez - cello, René Ordóñez - cuatro llanero, Alejandro Chimbaco – percussão)
Repertório: J.Haydn / F.Schubert / Folclórica Colombiana

14 de Agosto – 3ª Feira
13h00 – Gastrocello
Colaboração com o projeto “Gastromotiva” (Concerto para moradores de rua)

19h00 – Terraço Cultural Noris Galiotto - Cabo Frio
Quarteto Ad Libitum (Daniela Nupán – violino, Juan Daniel Molina – violino, Harold Bolaños – viola, Gabriel Ordóñez - cello, René Ordóñez - cuatro llanero, Alejandro Chimbaco – percussão)
Repertório: J.Haydn / F.Schubert / Folclórica Colombiana

15 de Agosto – 4ª Feira
09h30 - Igreja Matriz de Nossa Senhora de Assunção - Cabo Frio
Quarteto Ad Libitum (Daniela Nupán – violino, Juan Daniel Molina – violino, Harold Bolaños – viola, Gabriel Ordóñez - cello, René Ordóñez - cuatro llanero, Alejandro Chimbaco – percussão)
Repertório: J.Haydn / F.Schubert / Folclórica Colombiana / Missa de Mozart


16 de Agosto – 5ª Feira
Museu do Amanhã (Terreiro de Curiosidades)
10h - Cello Tinta (oficina para crianças da Maré)
Jonatas Silva, cello
Joana Passi e Carolina Chew, orientadoras


17h00 - Auditório DMU – UDESC / Florianópolis
Haroutune Bedelian - violino
Lorna Griffitt – piano
Repertório:  J.S.Bach / C.Debussy / J.Brahms


18 de Agosto – Sábado
11h00 - Museu do Amanhã (Auditório) 
Quarteto da UFF (Tomaz Soares – violino, Ubiratã Rodrigues – violino, Jesse Maximo– viola, David Chew – cello)
Angelica de la Riva - soprano
Rio Cello Ensemble - Aleska Russo, Ana Milena Macías, David Chew, Elizabeth Bermúdez Diago, Fernando Bru, Gabriel Ordóñez, Glenda Carvalho, Hans Twitchell, Janaína Salles, Kely Pinheiro, Juan David Erazo, Mara Lobo, Marcus Ribeiro, Marxim Mohring, Mateus Ceccato – cellos

Repertório: Guerra-Peixe /J.S.Bach / Villa-Lobos

12h30 - Museu do Amanhã (Átrio)
Quarteto Ad Libitum (Daniela Nupán, Juan Daniel Molina – violino, Harold Bolaños – viola, Gabriel Ordóñez – cello, René Ordóñez - cuatro llanero, Alejandro Chimbaco – percussão) 
Repertório: J.Haydn/F.Schubert e Folclorica Columbiana

14h00 às 17h00 - Cidade das Artes
Masterclass com Marnix Mohring e Mara Lobo

17h00 - Cidade das Artes
Camerata Laranjeiras
Marnix Mohring, cello
Kely Pinheiro, cello
Repertório: G.Peixe / Folclore Escandinavo

18h30 - Casa Museu Eva Klabin
Homenagem ao Fim da Primeira Guerra Mundial
Haroutune Bedelian – violino
Lorna Griffitt – piano
Trio Twitchell - Johnson (David Johnson – violino, Hans Twitchell – cello, Adriana Twitchell – piano)
Repertório: B.Britten / C.Debussy / D.Shostakovich  

19 de Agosto – Domingo
11h00 - Cine Arte UFF (*parte da verba arrecadada neste concerto será revertida para o Rio Cello – R$14 / R$7)
Quarteto da UFF (Tomaz Soares – violino, Ubiratã Rodrigues – violino, Jesse Maximo– viola, David Chew – cello)
Quarteto Ad Libitum (Daniela Nupán – violino, Juan Daniel Molina – violino, Harold Bolaños – viola, Gabriel Ordóñez – cello, René Ordóñez - cuatro llanero, Alejandro Chimbaco – percussão)  
Repertório: Guerra Peixe / Música Folclórica Colombiana

15h00 - Sala Municipal Baden Powell (*parte da verba arrecadada neste concerto será revertida para o Rio Cello – R$20 / R$10)
Homenagem à Jacob do Bandolim
Fernanda Canaud - piano
Marco de Pinna - bandolim
Federico Puppi - cello  
Trio Porã (Maressa Carneiro – violino, Glenda Carvalho – cello, Ciro Magnani – piano)
Repertório: Pixinguinha / Mendelssohn 

16h00 – Igreja da Candelária
Camerata Laranjeiras
Marnix Mohring, cello
Kely Pinheiro, cello
Repertório: G.Peixe / Folclore Escandinavo

20 de Agosto – 2ª Feira
12h00 - Teatro Dulcina
Transmissão ao vivo do concerto pela Rádio MEC
Fernanda Canaud - piano
Marco de Pinna - bandolim
Ramon Cruz  - piano
Juliana Franco - soprano
David Chew – cello
Repertório: J.S.Bach / Pixinguinha /H.Villa Lobos/ Bernstein

20h00 - Sala Cecília Meireles (*parte da verba arrecadada neste concerto será revertida para o Rio Cello – R$40 / R$20)

Violonsalada: Concerto de Encerramento (melhores momentos de Rio Cello 2018)

Homenagens à Debussy, Bernstein, Villa-Lobos e Paulo Russo

WEST SIDE STORY
RICE CELLO Ensemble
Aleska Russo, Ana Milena Macías, David Chew,  Elizabeth Bermúdez DiagoFernando Bru, Gabriel Ordóñez, Glenda Carvalho, Hans Twitchell, Janaína Salles, Kely Pinheiro, Juan David Erazo, Mara Lobo, Marcus Ribeiro, Marxim Mohring, Mateus Ceccato - cellos

London Music Club Piano Quartet

Blas Rivera Quarteto

Trio Cello Brasileiro (David Chew, Janaína Salles e Marcus Ribeiro)
Cecília Gonzalez e Luciano Bastos – bailarino

Angelica de la Riva – soprano

Adriana Jarvis - Piano

Orquestra RICE (Jésus Figueiredo - Maestro; David Johnson, Haroutune Bedelian, Tomaz Soares, Ubiratã Rodrigues, Luiza de Castro, Marco Catto, Daniela Nupán, Juan Daniel Molina, David Ashbridge – violinos; Jesse Maximo, Harold Bolaños, Bernardo Fantini -violas; David Chew, Janaína Salles, Gabriel Ordóñez - cellos; Cláudio Alves – contrabaixo; Paulo Castro Andrades - fagote; Thiago Tavares - clarineta/ clarone; Daniel Soares  - trompa; Ramon Cruz  - piano;  - Lincoln Sena Pinheiro- flauta/picollo; Lino Hofmann, Fábio Cezanne- percussão) 

Juliana Franco - soprano
Carla Rizzi – mezzo soprano
Marcelo Coutinho - tenor




LOCAIS:

Rio de Janeiro

Fundação Cidade das Artes
Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca  (21) 3325-0102

Casa Museu Eva Klabin
Av. Epitácio Pessoa, 2480 – Lagoa  (21) 2523-3471                     

Igreja da Candelária
Praça Pio X – Centro (21) 2233-2324

Museu do Amanhã
Praça Mauá, 1 – Centro (21) 38121812

Sala Cecília Meireles
Rua da Lapa, 47 – Lapa (21) 23329223

Sala Municipal Baden Powell
Av. N. S. de Copacabana, 360 – Copacabana (21) 25479147

Teatro Dulcina
R. Alcindo Guanabara, 17 – Centro (21) 2240-4879


OUTRAS CIDADES

Cine Arte UFF
Centro de Artes UFF - R. Miguel de Frias, 9 - Icaraí, Niterói  (21) 36747515

Cine 9 de abril
Rua 14, 235 – Vila Santa Cecília – Volta Redonda (24) 3348-5014

Sede do Projeto Volta Redonda Cidade da Música
Av. Graham Bel 89 – Vila Mury – Volta Redonda (24) 3338-8114

Espaço Cultural e Ambiental Érico Veríssimo
Rodovia Amaral Peixoto, 500 - Aquarius - Cabo Frio (22) 2646-1415

Terraço Cultural Noris Galiotto
Av. Teixeira e Souza, 1450- Parque Central – Cabo Frio (22) 2645-1041

Igreja Matriz de Nossa Senhora de Assunção
Praça Porto Rocha, centro - Cabo Frio

Auditório DMU – UDESC
Av. Madre Benvenuta, 1907 – Itacorubi, Florianópolis / SC

Fábio Cezanne
Cezanne Comunicação - Assessoria de Imprensa em Cultura e Arte
21-99197-7465 / 21-3439-0145

quarta-feira, 27 de junho de 2018

ROTA 67 - Carnaubal - CE


.

 Ocorreu no último Domingo, dia 24 de Julho de 2018 em Carnaubal-CE, o 2º encontro de Automóveis Antigos, o já conhecido  ROTA 67, evento idealizado e executado, com maestria, pelo colecionador Leandro Bezerril. Contando com apoio  da prefeitura e iniciativa privada, o evento consolidou o nome Rota 67 como o maior encontro de antigomobilistas da Região da Ibiapaba, e um dos maiores de toda Região norte do Estado.










 Encontro festivo que congregou colecionadores e amantes de veículos antigos de Sobral, Tianguá e demais Municípios da Ibiapaba e interior do Ceará, foi repleto de confraternização e divertimento sadio, durante toda sua extensão.











Leandro Bezerril
  Logo após a chegada, concentração e passeata pelas ruas da Cidade, os expositores foram elegantemente saudados pela Banda Municipal de Carnaubal e cumprimentados pelo prefeito Antonio Ademir Barroso Martins que abriu oficialmente as festividades.
 








                




 Ponto alto do encontro foi a apresentação do cantor Gerard Presley, que com sua versatilidade e talento  costumeiros, encantou a todos se apresentando como cover de Raul Seixas além de Elvis Presley, naturalmente! e sob o sol forte que fazia naquela manhã, encantou a multidão com suas interpretações e coreografias, levando o público feminino ao delírio e os mais saudosistas a momentos de grande contentamento. Parecia que o nosso inesquecível Maluco Beleza estava realmente ali, vivo e, ao vivo! E o que falar da performance como Elvis? Bem, aí nem se fala, simplesmente brilhante!


     






























sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Como Incentivar as Crianças a Aprender Tocar Piano?


Aprender a tocar PIANO desde pequeno pode ajudar muito no desenvolvimento das crianças. Estudos comprovam que existem inúmeros benefícios que ajudam a desenvolver mais a coordenação motora, estimula a concentração e contribui para uma vida social mais afetiva. Existem casos no qual foi comprovado que existe uma relação muito forte entre aprender musicas e obter um desempenho melhor nas notas escolares. Tudo indica que é a pratica constante da repetição das notas, acordes e melodias que contribuem para o fortalecimento da memória.
Hoje vamos falar um pouco sobre diferentes formas de como incentivar o seu filho a tocar piano. Todos sabem que é um instrumento musical bem peculiar e aparentemente muito difícil de tocar por que envolve muita dedicação. Mas já dizia o famoso compositor e pianista Beethoven – “O gênio é composto por 2% de talento e de 98% de perseverante aplicação”.
Portanto se o seu filho optar em aprender violão, bateria, teclado, flauta e violino, o que vai fazer a diferença não é exatamente o dom e sim o quanto ele vai estudar e se dedicar. Para extrair sons do piano e tocar lindas musicas não é diferente. Todo esforço e disciplina fazem parte do aprendizado, transformando em experiência.
Talvez você esteja pensando. Então vou empurrar meu filho para uma escola, ele vai fazer aula particular e vou obrigar ele a ler partituras todos os dias. Bem, não é assim que você vai fazer dele um grande pianista. Existem caminhos mais fáceis que podem estimular a assimilar a parte teórica e pratica. Algumas atitudes erradas podem atrapalhar ao invés de ajudar nessa hora. Lembre-se que são crianças, se você quiser introduzir algo na cabeça delas, leve para o lado lúdico. Seja qual for à idade é preciso respeitar elas e deixar descobrir os sons através de brincadeiras que estimulam a vontade de querer descobrir sempre mais.  
- Familiarização faz parte do processo.
Deixar a criança tocar as teclas brancas, pretas fazer dedilhados faz parte desse processo de familiarização. Propor brincadeiras como: colocar alguns adesivos coloridos nas teclas e pintar as notas musicais no pentagrama na mesma cor facilita a leitura e ajuda a fixar as escalas mais simples.
A tecnologia também é um grande aliado. Repare que nos dias de hoje cada vez mais as pessoas tem o conteúdo na palma da mão. Aplicativos desenvolvidos para celular que funcionam em Android e iOS como: Glissando, Perfect Piano, Grand Piano são ótimos para praticar em qualquer lugar.
Ainda existem na internet muitos sites com Jogos Grátis que oferecem uma infinidade de joguinhos legais. Um deles é o jogo “Repita a Melodia”, no qual você ouve as notas no seu computador e depois tenta reproduzir as mesmas. Toda vez que você acerta sua pontuação aumenta e você passa para a próxima fase.
Porém não podemos nos prender apenas no mundo virtual, ele é apenas um complemento para fortalecer mais a prática. Mesmo que você use vídeo aulas do You Tube, Apps do Google Play e Games como auxilio, é muito importante ter o contato físico, posicionar os dedos corretamente usando livros educativos que ensinam o passo a passo.
- Material Didático
Se você nunca ouviu falar no mestre Mario Mascarenhas, prepare-se para ouvir muito o nome dele daqui por diante. Quem já aprendeu a tocar acordeom “Sanfona”, teclado e Piano não pode deixar de usar os livros produzidos por ele. Atualmente no mercado há muito material bom, inclusive até importados. Mas eu vou deixar aqui uma dica valiosa que vai ajudar muito. O livro Duas Mãozinhas no Teclado é ideal para o pequeno aprendiz que quer resultados rápidos.  
Propor cantigas infantis, parabéns para você e canções que já fazem parte do cotidiano também é uma forma de conseguir obter bons resultados. Por que a melodia já está guardada no subconsciente e isso facilita muito nas primeiras semanas. Proponha sempre tocar usando Dó Maior e conforme o passar do tempo avance para os tons menores e bemóis.  
Em algumas bancas você também encontra revistas que falam sobre o assunto com material multimídia e DVD para assistir em casa. São conteúdos bem explicativos que normalmente são feitos por profissionais que atuam na área.
- Incentive, tenha paciência e dê recompensas.
Nós adultos somos uma vitrine para nossos filhos. Eles são como esponjas e absorvem tudo muito rápido no meio em que vive seja em casa, na escola, na igreja e por que não no teatro? Sim, é no teatro que as grandes orquestras se apresentam. Leve ele algumas vezes para assistir apresentações musicais. Quando fizer festinhas familiares o encoraje a tocar para amigos, primos e tios assim ele vai sentir o gostinho dos aplausos.
Em alguns momentos a vontade de desistir pode assombrar, por que conforme a evolução é necessário mais dedicação. Por muitas vezes a preguiça, o desânimo e momentos monótonos de repetição exaustiva fazem o aluno desistir. Nessa hora a palavra de apoio é muito importante, ter paciência para conseguir transpor todos os desafios e alcançar o objetivo.  
Estabeleça rotinas com horários, mas também dê recompensas pelo resultado. Nada de bens materiais supérfluos e sim levar para ir ao cinema ver aquele filme bacana, ir ao parque e fazer coisas legais que dão prazer em família.
Todas as dicas citadas nesse artigo são para crianças de todas as idades, mas tenha em mente que conforme elas vão crescendo a participação de um professor é fundamental. Algumas técnicas podem ser absorvidas apenas com ajuda de quem já é mestre no assunto. Use livros, softwares, fóruns como referencia para ter mais familiaridade do assunto, mas principalmente tenha um bom instrutor isso faz muita diferença. Texto de Jean Cardozo

'

'

Este Blog é corretamente visualizado com o Navegador FIREFOX . Portanto, se voce deseja redescobrir este Blog e a Grande Maioria dos Grandes Sites da Web, use o Navegador FIREFOX. O único totalmente compatível com Sites da Web 2.0, A ELITE DA INTERNET. Já usa o Firefox? Parabens! Ainda não tem? CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA AGORA O DOWNLOAD TOTALMENTE GRATUITO e DESCUBRA UM "MUNDO NOVO" EM SEUS SITES PREFERIDOS!!!

Live Traffic

WARNIG:

This page is displayed correctly with Firefox. Screen Resolution 1024 by 768 pixels.
'











































'